Blog

Exame de PSA: como é feito?

22/11/2021 Karoline Mayara Pellin
Exame de PSA: como é feito?
22/11/2021 Karoline Mayara Pellin

O antígeno prostático específico, mais conhecido como exame de PSA, é um dos principais exames realizados para o diagnóstico do câncer de próstata, o tipo de câncer mais comum nos homens, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA).

O exame de PSA é recomendado principalmente para homens a partir dos 50 anos de idade, mesmo sem a presença de sintomas. Homens com histórico familiar da doença, também devem se atentar e fazer exames e check-ups frequentemente.

Quer saber mais sobre como funciona o exame? Então, confira o texto.

Boa leitura!

O que é PSA?

Citamos brevemente sobre o exame, mas e o PSA, o que é de fato e como é produzido no organismo? Acompanhe!

O PSA é uma enzima produzida pelas células da próstata. Sua principal função consiste em liquefazer o sêmen após a ejaculação, facilitando assim, a fecundação.

No entanto, há células malignas e benignas nas células da próstata, no esperma e no sangue periférico. Dessa forma, através do exame é possível medir os níveis de PSA no sangue. Conforme o valor obtido, é possível diferenciar se o PSA está alto ou baixo, ou em situação maligna ou benigna.

Como é feito o exame de PSA?   

O exame é realizado através da coleta de uma amostra de sangue, a qual mede a quantidade de proteína presente na próstata. Além do câncer de próstata, através do exame de PSA, é possível diagnosticar hiperplasia benigna da próstata e a prostatite (inflamação da próstata).

Saiba mais sobre essas duas condições, a seguir.

  • Hiperplasia benigna da próstata

A hiperplasia benigna da próstata (HBP), está entre uma das doenças benignas mais comuns nos homens. 

A doença se caracteriza pelo aumento do volume da próstata, provocando alterações na micção (ato de urinar).

  • Prostatite

A prostatite se caracteriza por uma inflamação na próstata, ocasionando no seu crescimento, e provocando dor intensa e desconforto, além de também dificultar a micção.

A prostatite se divide em dois tipos: 

  • Prostatite aguda: causada por uma infecção bacteriana;
  • Prostatite crônica: também causada por infecção bacteriana; evolui de maneira mais lenta e se caracteriza por uma infecção urinária de difícil tratamento.

Quando o PSA é considerado alto?

O PSA é considerado alto quando está acima de 4 ng/ml (nanograma por milimetro). Nesses casos, o médico urologista costuma indicar a repetição do exame, além de solicitar outros exames complementares.

Abaixo desse valor, o risco de câncer de próstata e também de outras doenças, é menor. Segundo o Instituto Oncoguia, a porcentagem da chance de desenvolver câncer de próstata irá variar conforme o valor do PSA total. Veja alguns exemplos:

  • Inferior a 4 ng/ml – risco baixíssimo e raro de ter câncer de próstata. No entanto, não é uma garantia de que o homem não tenha a doença;
  • Entre 4 ng/ml e 10 ng/ml – chance de 25% de ter câncer de próstata;
  • Superior a 10 ng/m –  a chance de ter câncer de próstata é superior a 50%.

Vale reforçar que também há outros fatores que contribuem para o aumento do valor do PSA, tais como:

  • Retenção urinária;
  • Infecção urinária;
  • Uso de esteróides, diuréticos e aspirinas.

Portanto, é fundamental seguir as orientações do seu urologista antes do exame, para assim, evitar possíveis alterações no resultado.

Quais são os sintomas do PSA alto?

Nem sempre os sintomas se manifestam. No entanto, quando acontecem, é comum haver:

  • Micção frequente;
  • Aumento da frequência urinária;
  • Jato interrompido ou fraco;
  • Sangue no sêmen ou urina.

Fatores de risco para o câncer de próstata

Há alguns fatores de risco que podem aumentar as chances de desenvolver câncer de próstata e que servem como alerta para a importância de realizar exames com uma maior frequência. São eles:

  • Histórico familiar;
  • Alterações genéticas;
  • Obesidade;
  • Tabagismo;
  • Inflamação da próstata.

Quando o exame de PSA dá um resultado alto ou acima do valor estimado, não significa necessariamente a presença do câncer de próstata. Por isso, é fundamental conversar com o seu médico e receber as devidas orientações, para saber se é necessário ou não repetir alguns exames a fim de obter um diagnóstico precoce ou reforçar a prevenção.

Conte com o Laboratório Santa Catarina

Desde a sua fundação em 1974, o Laboratório Santa Catarina oferece exames de qualidade, com precisão no diagnóstico e nos resultados, sempre buscando oferecer um atendimento excelente a cada um de nossos pacientes.

Quer agendar um exame? Entre em contato conosco através do telefone: (47) 3326-9830 ou pelo Whatsapp: (47) 98865-8602.

Karoline Mayara Pellin

Responsável pelo Setor de Imunologia/Hormônios


  • נערות ליווי

    20/03/2022 at 15:53

    Good day! I just wish to give you a huge thumbs up for your excellent information you have got here on this post. I am coming back to your blog for more soon. Good day! I just wish to give you a huge thumbs up for your excellent information you have got here on this post. I am coming back to your blog for more soon. נערות ליווי בראשון לציון

Junte-se a conversa

Your email address will not be published.



47 3326-9830

47 98865-8602

contato@laboratoriosc.com.br

Rua Amazonas, 301, Garcia
Blumenau/SC

Segunda a sexta: 06:30 às 19:00
Sábado: 06:30 às 12:30


Responsável técnico: Dr. Guilherme Reverey do Prado CRF-SC 2114

Responsável técnico: Guilherme Reverey do Prado CRF-SC 2114

Siga-nos nas redes


As informações em nosso site tem caráter meramente informativo e não substituem as orientações do seu médico.



©2021 Laboratório Santa Catarina | Todos os Direitos reservados | Política de privacidade | Desenvolvido pela Agência